terça-feira, 22 de outubro de 2013

O Show Da 1D! 4 temporada Capítulo 21

"Acho que a vida não teria mais sentido algum pra mim...
                                                       me tornaria alguém frio.."




          "Porquê renunciar é como desistir, desistir..que ironia pois desistir parece ser a melhor opção, quando não se sabe das consequências.. então..."    - Mis -



Ele: acho que a nossa princesa acordou. - sorriu. -
Eu: você ainda acha ? - sorri, e me levantei, mas fui empedida por Zayn que segurou meu braço, o encarei. -
Ele: fica aqui, que eu vou. - se levantou. -
Eu: você vai dar de mamar ? - o encarei sorrindo, o mesmo tocou em seu peitoral. -
Ele: é mesmo né ? - revirei os olhos, gargalhamos. - , então vou com você.., é a primeira noite com a nossa filha em nossa casa, não quero e não posso perder nenhum detalhe.- me selou. -
Eu: vamos. - ele me agarrou pela cintura, e saímos do quarto seguindo direto pro de Sofie, seu choro já estava impaciente, com certeza essa garota vai ser muito mimada, também com um pai coruja como o Zayn né.

     Chegamos ao quartinho dela, e antes que eu me aproximasse Zayn já estava com ela em seus braços tentando acalenta-la, o que estava dando certo, mas logo que me aproximei notei seu choro voltar, Zayn me olhou incrédulo, sorri.

Eu: posso dar de mamar ? - perguntei pra ele, que parecia não querer solta-la, ele me cerrou com os olhos.. - nossa Zayn, me dá ela, tenho que alimenta-la.
Ele: desculpa pequena, é que ainda não tive a oportunidade de ficar muito tempo com nossa filha, de senti-la por mais tempo em meus braços, e a turnê já está perto de começar .. - disse colocando ela em meus braços. -
Eu: amor, você ainda tem bastante tempo pra curti ela, nós temos, aliás somos jovens, e ela ainda é um bebê - sorri, ele retribuiu. -
Ele: você tem razão.

     Me sentei na poltrona que havia no quarto, e a deitei sobre minha barriga, encostando sua cabeça em meu peito, ela logo reagiu, e já mamava faminta, Zayn se sentou largado no chão com a cabeça deitada em minha coxa, nos observando, ele sempre fazia isso..

Eu: porque me olha assim.. - ele me olhava fixo, mas ao mesmo tempo o olhar era longe.. -
Ele: assim como ?
Eu: não sei, tá diferente.
Ele: tava te olhando.. e pensando no que eu faria se um dia te perdesse.., acho que a vida não teria mais sentido algum pra mim .. me tornaria alguém frio .. sem seus beijos quentes pra me acalentar todas as noites .. - disse com olhos marejados. -
Eu: Shiiiii ... - tentei impedi-lo de continuar. - porquê está pensando nisso agora?
Ele: Não sei, apenas pensei .. senti algo.. não sei pequena. - passou a mão sobre a minha que estava no corpinho de Sofie.
Eu: Não pense, isso deve ser nada, não pense mais nisso, por favor, pense que estarei sempre aqui com você. - sorri -
Ele: me promete uma coisa ?
Eu: prometo, o quê ?
Ele: que sempre vai deixar eu te proteger ? sempre. -  pronunciou com os olhos aflitos, eu nunca tinha o visto assim, estranho. -
Eu: sim, sempre. - Ele sorriu, retribui. -
Ele: Ela dormiu.. - olhando a pequena em meus braços. -

[...]

Acordei, e Zayn continuava dormindo, notei isso quando me virei ao seu lado, suas mãos estavam totalmente fixadas em minha cintura, como se estivesse me protegendo, sorri ao vê-lo assim. Levantei o mais cuidadosa possível pra não acorda-lo e fui imediatamente até a cozinha quando ouvi meu estômago reclamar, e ao chegar no cômodo me assustei ao me deparar com uma mulher desconhecida..

Eu: Aaaaah ! - gritei assustada. -
xxx: Oww , me desculpe senhora, não quis assustá-la, por favor se acalme. - fiquei parada olhando-a, ela me dava calafrios, a mulher tinha pele pálida e flácida, olhos fundos com olheiras que seriam visíveis a mais de um metro de distância, magra, usava os cabelos já grisalhos em um coque alto o suficiente para vê-lo no topo de sua cabeça, rosto enrugado, ela estava bastante espantada, e me olhava de cima à baixo, como se tentasse me reconhecer ou algo assim ..

xxx: AMOR ? - virei-me ao ver Zayn chegando assustando, parecia ofegante, ele tinha corrido ? -
Eu: quem .. - engoli seco. - quem é ela? - continuei. -
Ele: ah, é isso, - se aliviou -  me desculpa pequena, não te avisei nada, essa é a Odete, uma empregada que contratei pra te ajudar em casa, já que você vai ter que cuidar da nossa pequenina, e da casa ao mesmo tempo, então achei conveniente contratar seus serviços. - disse por fim concluindo -
Eu: olá Odete. - estendi à mão pra cumprimenta-la -
Ela: é um prazer conhecer a senhora, o senhor Malik já me avisou sobre o bebê e os afazeres. - segurou minha mão, e no mesmo instante um arrepio acompanhado de medo surgiu em meu corpo, minha espinha tremeu. -
Eu: do bebê, sou eu quem cuido. - falei num tom um tanto selvagem, acho que num extinto de defesa, logo em seguida me arrependendo ao me dar conta do tom de voz ao ser usado com a pobre senhora. - Me desculpe, não foi minha.. - 'intenção' completaria a frase, se ela não houvesse me interompido -
Ela: Oww, não senhora, eu à compreendo perfeitamente. - sorriu, o que me parecia um sorriso sombrio, negro, e não me incentivou nada à retribuir, Zayn me olhou esperando algo, até que num esforço sorri, quer dizer tentei. -
Eu: só Mislânia por favor. - ela me olhava absolutamente estranho, como se calculasse algo, não sei, só sentia medo, mas .. por quê ? se eu nem à conhecia? , mas se Zayn havia confiado nela, eu também teria de confiar, e era isso que iria tentar fazer. -
Ela: como quiser senho..  é, Mislânia. - se recompôs -
Zayn: bom, então já foram apresentadas né, Mislânia minha mulher à Odete, e Odete à minha mulher. - corei e sorri sem graça ao ouvir "minha mulher", Zayn jamais havia se referido à mim assim, até agora. - Então amor, Odete irá se encarregar da casa e você da nossa pequena. - assenti, mas acho que poderia fazer isso sozinha, enfim o Zayn sabia o que fazia e o que era bom pra mim.-

[...] 

Zayn havia saído para resolver assuntos da banda com os meninos. Já faziam algumas horas que eu tentava puxar algum tipo de assunto com a tal Odete, mas nada, ela nunca continuava uma conversa sempre ia encerrando, me deixando sem oportunidade de continuar.

Eu: se me der licença. - falei ao ouvir o chorinho de Sofie, que com certeza já berrava, pois podia ouvir lá de baixo na cozinha. Odete preparava o almoço, Zayn só voltaria de 12:30, tentei ajudar em alguma coisa mais a mesma se recusou que eu me esforçasse.

Cheguei correndo ao quarto da pequena, ela parecia um tomate de tanto que chorava, à peguei em meus braços e logo senti sua fralda pesada, na certa estava no limite - sorri. - Desci carregando a mesma em meus braços que agora soluçava, até que cheguei a cozinha, pra pegar uma mamadeira de água, Odete à olhou com olhos que não me agradaram em nada, logo aninhei ela ainda mais em meus braços, como se temesse algo. -

Eu: Essa é minha filha Odete. - Ela apenas sorriu sem tirar os olhos de Sofie,como se decorasse cada tracinho seu, olhei a mesma cerrando os olhos em um olhar mortífero, era o meu melhor. - Sofie. - continuei, e enfim ela encerrou sua fixação em minha filha. -
Ela: Se parece com o senhor Malik. - sorriu. Acho que devo parar com essa paranóia de não gostar da velha, talvez tenha sido isso ela encarou Sofie achando à parecida com Zayn, o que se está na cara. -
Eu: você, poderia me dar uma mamadeira de água por favor? - ela rapidamente pegou uma das diversas mamadeiras e encheu a mesma de água. - obrigada.

[...]

   Já havia dado banho em Sofie e estava cantando pra ela em meus braços sentada no sofá, enquanto a mesma já ensistia em dormir, sorria de olhinhos fechados ao me ouvir.. "Little Things" nada melhor que a música da banda de seu pai. Estávamos indo muito bem até que algo desviou a atenção de meus olhos, um envelope junto à enorme porta na sala, minha curiosidade era maior, andei com a pequena ainda em meus braços até lá, pegando assim o envelope, abri o mesmo que com recortes de letras dizia:

"JÁ OUVIU FALAR EM CUIDADO ? , É O QUE EU TE ACONSELHO, CUIDADO, MUITO CUIDADO MISLÂNIA, VOCÊ NÃO SABE COM QUEM ESTÁ SE METENDO, DEIXE O ZAYN, DEIXE - O LIVRE, SAIA DA VIDA DELE, OU VOCÊ IRÁ SOFRER AS CONSEQUÊNCIAS, VOCÊ E ESSA FILHINHA BASTARDA. "

Meu coração parecia as asas de um passarinho batendo ao voar, acelerado, podia jurar que o mesmo sairia pela boca à qualquer momento, minhas mãos estavam gélidas, o medo me consumia, mas.. que medo ? quando na verdade era apenas uma carta anônima, cujo remetente não quis se identificar, apertei Sofie contra meu peito, o meu desejo e a minha vontade era protegê-la de quem quer que fosse, mas talvez eu devesse manter a calma, poderia ser apenas uma dessas coisas de fãs, aliás eu também já fui e ainda era do meu próprio marido, e podia entender perfeitamente casos como aquele, uma fã frustrada com medo de perder a atenção do ídolo, com certeza era só isso, não tinha com o quê me preocupar e muito menos o Zayn, não iria o pertubar com besteiras, decidi então esconder a tal carta.

Paloma On: 

     Havia acabado de acordar na casa de Niall, levantei e tomei um banho sai a sua procura e o mesmo não estava, olhei um pequeno bilhete em cima da cabeceira, onde o mesmo me avisava ter saído para resolver assuntos da banda, me troquei terminando de me arrumar e logo saí de sua casa, indo em direção de meu apartamento indo pegar mais algumas peças de roupas já que estava dormindo todas as noites com o Niall, por insistência do mesmo e vontade minha admito, entrei em meu carro dando partida, e assim que chego em meu apartamento ao abrir a porta dei de cara com um envelope a curiosidade foi enorme abri o mesmo que com letras recortadas dizia:


"CUIDADO EM SEMPRE QUERER BANCAR A CUPIDO, SUAS INTROMISSÕES ESTÃO ESTRAGANDO MEUS PLANOS, MUITO CUIDADO, A QUALQUER INSTANTE PODE NÃO TER O QUE MAIS AMA DE NOVO NESSE MOMENTO, AFASTE-SE DE MISLÂNIA E ZAYN, AFASTE-SE DE TODOS PALOMA."

 No mesmo instante minhas mãos foram involuntariamente até minha barriga, tentando proteger a área de meu abdomem, meu Deus, o remetente era anônimo, "o que mais ama de novo nesse momento" era o que ecoava em minha cabeça, só pensava em meu filho, senti meu celular vibrar e ainda em estado de choque o peguei e logo puder visualizar "Mis chamando", atendi, e logo a chamei pra conversarmos sobre o que acabará de acontecer.

[...]

Estava colocando algumas roupas na mala, quando ouço a campainha sendo tocada, fui rapidamente atender já esperando a Mis, e bingo !, era ela, abri a porta pra mesma que estava com minha afilhada nos braços, nos cumprimentamos, e em seguida nos sentamos em um dos sofás da pequena sala.

Eu: amiga, preciso te mostrar algo que me deixou tensa até agora. - falei num timbre de voz meio aflito. -
Ela: o que Paah? o que aconteceu? é o bebê?, meu Deus, me diz que ele tá bem. - ela falava rápido uma pergunta seguida de outra. -
Eu: não Mis, relaxa, ele tá bem, muito bem graças a Deus, o que eu quero te mostrar está relacionado a gente, na verdade à mim, Niall, você e Zayn .. e até mesmo nossos bebês.
Ela: pelo amor de Deus Paloma, o que você tem a me mostrar ? - percebi seus olhos aflitos enquanto seus braços cercavam Sofie numa espécie de casulo protetor, ela parecia seu tisouro mais precioso, e com certeza era, aquilo era apenas um dos exemplos do tão famoso "amor de mãe", o qual eu mesma já poderia sentir, era algo bom e nos fazia corajosa, como se tivéssimos algum tipo de poder. -
Eu: olha isso. - entreguei o envelope pra ela que lia tudo atenciosamente, até levantar seus olhos pra mim. -
Ela: e se eu te disser que também recebi um envelope desse? e as ameaças eram muito mais piores. - coloquei uma de minhas mãos no peito que palpitava por temer algo. -
Eu: Mis.. o que vai acontecer agora?, eu não posso me afastar do homem que eu amo, dos amigos que eu amo, e principalmente de você minha melhor amiga.
Ela: e a gente não vai Paloma, vamos continuar como estamos, pois também não quero me afastar do Zayn, nem de meus amigos, e muito menos de você amiga, minha melhor amiga. - sorri - Eu estive pensando e cheguei a conclusão de que pode ser alguma fã frustrada, que não quer perder a atenção dos ídolos, e como sabemos entende-las deviamos deixar isso de lado, e não nos preocupar e muito menos à eles, é melhor que nem o Zayn nem o Niall saibam, não vamos fazer nenhum tipo de alarde falso, manteremos a calma por enquanto, e você vai ver que logo logo isso irá passar e não vai voltar à acontecer, confia amiga. - Na verdade as palavras de Mis e a sua conclusão me pareciam convenientes, então o que tinhamos a fazer era esquecer isso. -
Eu: é Mis, você tem razão, não vamos dar importância, e sim viver o que estamos vivendo, então acho que o melhor que tenho a fazer é destruir essa carta.
Ela: não, destruir não Paah, o melhor é guardar, algo está nos mandado guardar essas cartas. Escondi a minha, e não vou nem ousar em mostrar ao Zayn, e você deve fazer o mesmo, nem pense em mostrar ao Niall, acho que eles poderiam se preocupar a à toa e se desconcentrarem da turnê que irá começar dentro de alguns mêses.
Eu: realmente, essa não é a melhor opção a se fazer, mais mesmo assim vamos ficar espertas.
Ela: claro, é o recomendável sempre, e você tem que cuidar bastante dessa gravidez !

Rebecca On:

Prontinho, meu plano já entrou em prática, e elas que se cuidem pois não estou disposta a desistir, perder não é o meu forte, sempre venço, consegui separar todas, com ela não irá ser diferente, agora é só esperar as noticia  Zayn me ligando chorando pela mulherzinha ter ido embora com a filhinha bastarda, que infelizmente é dele , miserável, dessa ela também não me escapa a única que poderia dar um filho à ele era eu não ela, a única que poderia estar casada com ele agora era eu NÃO ELA !, e eu ainda vou conseguir, eu mato aquela desgraçada mais com ele ela não fica. Logo atendi meu celular que tocava, com certeza a capacho.

Eu: o que é?
xxx: Já estou dentro.
Eu: você já viu ela? , é uma garota insistentemente doce - fiz cara de nojo - , infelizmente bonita, tem cabelos castanhos até a cintura, pele bronzeada, a face é angelical, enfim você vai saber quem é quando à ver e lembre-se jamais esqueça o combinado caso tudo der errado conto com você. Agora vai fazer o que eu mando infeliz !
xxx: sim senhora. E quanto ao bebê ?
Eu: só tem uma né idiota !, só tocaremos nela se tivermos que colocar o plano B em prática, e pro bem dela, é bom que se cumpra o plano A.


Continua...

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Me desculpeeeem meninaas ! esse capítulo não ficou muito bom, eu sei, :/  e foi muito pequeno mas foi o tempinho que eu consegui arranjar no meio da semana, no caso hoje !, segunda, consegui dar uma fugidinha das atividades escolares e já corri pra cá !! não podia perder tempo !, enfim comentem por favor, aceito sugestões e as piores criticas também :/ , Minhaaas cupcakees !! Lindaaas do Hazza !! Mis Amaaa <3 , hahahahahaa . tenham uma boa madruga e até a próxima que será rápida eu prometo, a Fic já irá termina no começo da semana que vem provavelmente.. enfim, é isso minhas lindas, me desculpem mesmo !, Malikiss :* fuiii ..  Mis xxx :)




9 comentários:

  1. Awwn Continuua ta perfeitooo!!! To com medoo ;c
    xxAnna

    ResponderExcluir
  2. Contiiinua logoo porfavoooooooooooooooor!! :) Tá perfect :O
    Lynxx

    ResponderExcluir
  3. Continua logo porfavoor!!! :)
    Xxgrazi

    ResponderExcluir
  4. Continua pelo amor de deus....
    #kahh

    ResponderExcluir
  5. Ahhhhh meu Deus! Pq vc é tao perfeita? Escreve perfeitamente bem! Queria saber seu face, pois esta tendo um concurso de postadoras no meu blog :))))) me add:https://www.facebook.com/isabella.castro.169

    ResponderExcluir
  6. AI MEU DEUS! não me diga que a mulher que está junto com a Rebecca é a Odete! EU VOU TER UM TRECO! Ta Perfeita continue!

    ResponderExcluir